quarta-feira, 4 de abril de 2012

Em um jogão de bola e polêmico, o super barça passa para as quartas de finais

Alô galera ligada em mais uma edição do JP no Lance, o blog que a galera gosta. Hoje dia 4 de Abril é dia de falarmos de um jogão de bola e polêmico pelas quartas-de-finais do campeonato mais difícil e charmoso do futebol mundial: Uefa Champions League, ou liga dos Campeões da UEFA.
Um jogo que começou quente realizado no Camp Nom e polêmico com as duas equipes partindo para cima buscando o gol, o Milan na base da correria e pressão e marcação forte, já o Barcelona estava no jeito Barcelona de jogar na base do toque de bola, de maneira leve e tendo como sempre para variar um posse de bola muito elevado.
O Barça foi para cima como sempre, e o Milan ao estilo dele foi na base da marcação, vontade, garra e determinação para tentar vencer o time catalão, porém sem muito sucesso. E como sempre o Barça partiu para cima e em um lance polêmico Ambrosini fez pênalti em Messi que o Árbitro anotou.
O primeiro lance discutível em que o árbitro Bjorn Kuipers marcou pênalti foi aos dez minutos, quando Antonini derrubou Messi dentro da área, quase involuntariamente, com o argentino voltando de posição de impedimento, e o próprio camisa 10 bateu rasteiro, no canto direito de Abbiati, para abrir o placar.
Apesar do susto e da  retranca imposta pela equipe italiana, depois do gol o Milan se recuperou e na base da raça e determinação, a equipe da Terra da moda empatou com Nocerino.
O prêmio veio aos 31 minutos do primeiro tempo, dos pés do discreto Nocerino. Ibrahimovic recebeu passe longo na entrada da área e fez o pivô preciso para Nocerino, que aparecia do outro lado para concluir e empatar o placar em Camp Nou. O empate por 1 a 1 classificava o Milan.
O Barça, apesar do gol, não se abteu e continuou na base do toque de bola, pressão e tranquilidade como é sua característica. Em um pênalti infantil aos 41, Nesta segurou Fabregas dentro da área em um lance considerado normal pelos jogadores do Milan, mas o árbitro não viu assim e marcou pênalti em nova jogada discutível. Messi na bola outra vez e dois a zero para o Barcelona, com o tiro do lado esquerdo do goleiro italiano.
Já no segundo tempo o Milan partiu para cima do Barça que só controlou o jogo e se lançava na base dos contra ataques, ou seja, a situação se inverteu e aos 7 minutos saiu o gol do Barça, assim:
Messi recebeu passe dentro da área e chutou para o gol de Abbiati. A bola desviou na zaga do Milan e sobrou para Iniesta, que aparecia do lado esquerdo da área e, em posição legal, marcou o terceiro do time catalão.
Depois disso a equipe italiana "entrou em parafuso" e não sabia mais o que fazer, e o Barcelona controlava o jogo. Apesar das polêmicas, o jogo foi de alto nível técnico e o Barçelona teve maior domínio e tranquilidade para ganhar o duelo e passar para a próxima fase. Na minha visão como escrevi na minha última coluna, foi uma final antecipada.
Na próxima fase o time catalão pegará o vencedor entre Chelsea e Benfica.
Messi chegou a 14 gols e se tornou o maior artilheiro de uma edição da Champions League.
Um forte abraço ao leior ligado no Blog que a galera gosta e ...
FUI !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário